h1

Acharam Copérnico!

novembro, 24 - 2008

Cientistas descobriram que uma ossada encontrada há 3 anos na catedral de Frombork, na Polônia, é mesmo de Nicolau Copérnico, morto em 1543.

Como? Compararam o DNA extraído dos dentes com o DNA dos pêlos encontrados dentro de um livro que pertenceu ao astrônomo e descobriram que as sequências de ambas amostras são compatíveis. A análise do crânio se encaixa perfeitamente com o retrato, mostrando até o nariz quebrado. 

copernico2p

Copérnico, como ele deve ter parecido, e o encaixe do crânio encontrado

Copérnico foi quem formulou o modelo heliocêntrico – os planetas giram ao redor do Sol, e não todos os astros ao redor da Terra, segundo o modelo ptolomaico, o único aceito na época. O que pouca gente sabe é: por que Copérnico, que teve a idéia, não sofreu as perseguições da Igreja, como aconteceu com seus sucessores Galileu Galilei, Johannes Kepler e Giordano Bruno?

copernico

“Copérnico Conversa com Deus” – quadro de Jan Matejko

Resposta: Copérnico foi esperto. Primeiro porque tinha uma relação mais estreita com a Igreja: era doutor em direito canônico e foi cônego. Segundo porque sua principal obra, De Revolutionibus Orbium Coelestium, foi publicada no final de sua vida, quando ele estava praticamente no leito de morte. Ninguém poderia implicar com um morto, logo seus sucessores herdaram o modelo heliocêntrico e as confusões com a Contra-Reforma, no caso de Kepler, e a Inquisição, no caso de Galileu e Giordano Bruno.

Anúncios

4 comentários

  1. Psiu Cris… o modelo com a Terra como centro do universo foi consolidado pelo Cláudio Ptolomeu em sua obra “Almagesto”. O modelo em opsição ao Heliocêntrico foi o Ptolemaico…


  2. Óia, é verdade. Mas também não tem um dedo do Aristóteles aí?


  3. O Velho Ari é o pai do pensamento ocidenta, certamente ele deve ter dado pitaco em alguma obra do seu Organum sobre a Arquitetura Celeste, mas o Ptolomeu é que ficou a fama


  4. explique-me sobre essa carta

    “Não é razoável crer que qualquer parte do mundo seja desprovida de vida anímica, de sensação e de estrutura orgânica. Ao contemplarmos esse todo infinito, pleno de beleza e esplendor, esses vastos mundos que giram acima
    de nós, até a cintilante pujança das distantes estrelas, a conclusão que se nos impõe e a de que existe uma intimidade de criaturas, uma vasta multidão que, em seu nível próprio reflete o esplendor, a sabedoria e a perfeição da beleza divina.

    “ Os céus são uma imagem, um livro, um espelho, onde o homem pode contemplar a decifrar a forma e as leis do bem supremo, o plano da perfeição em sua totalidade. Todos os seres emanam dessa inteligência única: Só há uma verdade e um bem que regem todas as coisas. Estamos envolvidos em eternidade e amor unificador. Só há um centro onde todas as espécies são geradas, como o raios do sol, e para o qual todas as espécies são geradas, como os raios do sol, e para o qual todas as espécies retornam. Só um domínio celeste.
    Onde as estrelas cantam em coro, em constante harmonia. É
    Dessa inteligência chamada Vida do Universo, que precedem a Vida e a Alma de tudo que possui vida e alma: vida que concebo, entretanto, como imortal, tanto nos corpos como na alma.
    Giordano Bruno – 1548 -1600



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: