h1

Meu Analista

abril, 6 - 2009

freud1

No consultório tinha um divã,
Tinha um divã no meio do consultório.

O psicanalista logo avisou:
– Duzentos reais por sessão.
Puxa, doutor, não é muito não?
Anda muito caro esse negócio
Que o Seu Freud inventou…

Mas assim foi, eu me deitei.
Por meia hora eu falei,
Lembrei, contei, chorei…
Acabei-me naquele divã.
E quando mal me toquei:
– Próxima sexta, dez da manhã.

Na semana seguinte eu voltei
Um pouco menos deprimido,
Um tanto mais precavido,
O doutor estava bem otimista:
– Duzentos reais, à vista!

Ah doutor, assim é covardia!
Duzentos mais duzentos
E lá se vai um ano de terapia
Torrando minhas economias
Pra sustentar um analista avarento!

– Você tem um quadro depressivo,
Distúrbio evidente de histeria,
Transtorno obsessivo compulsivo
E alguns traços de esquizofrenia.
Vai mesmo abandonar a terapia?

Oh!

E dá-lhe gardenal e diazepam,
Horas intermináveis no divã,
Winnicot, Vigotsky e Lacan,
Desfiando meus aborrecimentos
Dramas, traumas e tormentos…

Mas o pilantra era esperto demais,
Tornou-me analista-dependente!
E eu, um pobre de um demente,
Financiei meu complexo de Édipo
Em várias parcelas mensais,

Que em um ano me levaram à falência!
E não curaram minha demência,
Ao contrário, que Freud me perdoe,
Mas fiquei pior a cada consulta
Com o picareta filho da psicanálise…

Ah-há!

Mas um dia acabou-se o meu dilema!
Compareci à minha última consulta,
Encontrei meu analista meio biruta…
– Bom dia, doutor, algum problema?
Está pálido, o que foi que aconteceu?

Ele pulou, gritou, se debateu:
– Por favor, não f-faça… NÃO!!
Caiu, gemeu, suspirou… morreu.
Acho que foi o coração,
Ou talvez a bala no peito.

Que Freud me perdoe…

Bem feito!

                                                        Cristina Lasaitis (2006)

                                                                                          

Essa é uma homenagem do fundo do meu subconsciente a todos os psicanalistas do Brasil!

Anúncios

11 comentários

  1. Legal rever esse texto! 🙂
    Eu fiquei aqui pensando… todo psiquiatra é um psicanalista mas nem todo psicanalista é um psiquiatra?
    E neuropsiquiatria não leva em consideração essas coisas de psicanálise?


  2. Não Gi
    A encrenca é justamente que não precisa ser psicólogo nem psiquiatra para se tornar psicanalista, basta fazer um curso de psicanálise.
    Conheci um psicanalista que era engenheiro.

    O do poema é um picareta bem atípico, já que faz uma omelete de todas as áreas da psi.


  3. Ahh que agradabilíssima leitura…

    Você é das minhas cara Christie!

    Ninguém mais são do que quem trata seu analista á bala.

    Ou ao machado, a faca, ao fogo,ao sugo, o que a ocasião pedir…


  4. “- Você tem um quadro depressivo,
    Distúrbio evidente de histeria,
    Transtorno obsessivo compulsivo
    E alguns traços de esquizofrenia.
    Vai mesmo abandonar a terapia?”

    hehe muito bem adorei. Parece comigo.

    Um abraço, e espero que continue com o ótimo trabalho.


  5. Muito bom mesmo !:)

    Serviu para matar saudades da Cristina-poeta…
    Continue a exibr a sua juvenília aqui sem pudores, por favor.

    Beijos


  6. A ilustração do texto ficou muito boa também ! Nunca o Tio Ziggy pareceu tão psico-délico para mim quanto nesta imagem 😀 !


  7. Huahahahahahah! Creepy!

    Bom saber dessa especificação técnica.

    Vou continuar mantendo saudável distância dos psicanalistas, rs.


  8. Eu ia só deixar pegadas, mas o elogio fica impossível de negar dessa vez… Tenho um fraco para poemas divertidos. 😀

    E, de quebra, descobri que sou seu fã há quase 3 anos! Uau, reabre essa gaveta aí garota!

    (Seu conto é minha próxima parada pra ler do Paradigmas)


  9. […] doutor, não é muito não? Anda muito caro esse negócio Que o Seu Freud inventou…” – Meu Analista, no blog da Cristina Lasaitis. frontpage Fantastik.com.br – design de Carolina […]


  10. Galera, tanques um lote!

    O mais engraçado é que tais quimeras da ciência vivem cruzando o meu caminho nas piores horas. Até pensei em dedicar esse conto poético ao professor que convidei pra minha banca de tese e depois desconvidei quando descobri que ele era *aham*… psicanalista.

    Agora os “médicos” ortomoleculares que se preparem, vocês serão os próximos!


  11. Gostei Muito!
    Parabéns!!! sabe, q tem muitas verdades embutidas…rsrsrs. Além de ser uma leitura divertida, é bastante inteligente.



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: