h1

O mistério das estatísticas do WordPress

junho, 4 - 2009

De todos os servidores da blogosfera que usei até hoje, o wordpress é certamente o melhor e mais legalzinho (apesar de sabotar meus devaneios criativos como web designer). Uma das coisas que mais curto é o sistema de estatísticas detalhado que permite ao autor saber a quantas anda o ibope do blog.

Acabei de dar uma espiada nas estatísticas de entrada pelos search engines, os mecanismos de busca (=google), que acusa quais os termos de pesquisa foram usados pelas pessoas que chegaram até o blog. Veja só que interessante o que encontrei:

wordpresstatistics

Vê-se que o Copérnico, o Enigma e os retratos da leitura deram uma boa ajudinha, e o meu livro também foi bem procurado. O maior número de ocorrências foi  pelo meu nome, até aí é compreensível. Mas o segundo maior termo de pesquisa… “homens nus excitados” ??!! Alguém me explica what the fucking porra conection isso tem com o meu blog?

Assunto do meu maior interesse, como vocês podem ver (sim, isso foi uma ironia).  

Aprendi uma coisa nova hoje: nunca subestime o poder metafísico da pornografia!

Bruna Surfistinha, me aguarde!

Anúncios

12 comentários

  1. Hahahahaha! Putz! Vai entender mesmo…. rs. Nas minhas estatísticas não aparece nada de “exótico”, por assim dizer… acho que o mais esquisito que vi foi como construir um cubo de papel.
    De qualquer modo, seus posts continuam bacanas como sempre =D
    Bjos


  2. Hum, esqueci de agrupar as estatísticas e vi mais coisinhas… bom, fica lá embaixo, mas aparece com frequência a palavra instintos. Não me recordo muito bem de escrever algo sobre isso rs. Uai?


  3. Hehehe, obrigada pela solidariedade Gi 😉
    Fico me perguntando quem é esse(a) indíviduo(a) que procura “homens nus excitados” no google todos os dias. Se eu descobrir, farei uma vaquinha e darei um presente de sex shop bem calibroso pra ele(a).

    Fico imaginando que deve ter um cara que trabalha no google encarregado de ver as frequencias dos termos de pesquisa, acho que é um trabalho deveras interessante. Qualquer dia ele morre de dar risada.


  4. Oi, Cristina, você já experimentou buscar esses termos no Google? Pois é, o grande oráculo não mente, você tem realmente um comentário relevante sobre homens nus excitados no seu post “A misteriosa sexualidade feminina”, de 12 de junho de 2008. Especialmente nesse trecho:

    “As mulheres heterossexuais não ficavam mais excitadas por homens atléticos nus fazendo ioga ou jogando pedras no oceano do que ficavam com as cenas controle: imagens dos Himalaias cobertos de neve.”

    O mais interessante é que comentando novamente sobre isso, você reforçou ainda mais a sua relação com o tema… rs

    Obs.: Desculpe a intromissão de um discreto leitor, que chegou ao blog buscando por “cristina lasaitis”, é bom que fique claro… rs


  5. Oi Giovane

    Ficou esclarecido agora rs. Esse é um dos posts mais lidos.

    Coisinha mais bizarra 🙂


  6. Uia, o Giovane tem razão!

    Cris, é verdade mesmo, essas estatísticas do WordPress nos matam de rir. Às vezes aparece cada uma no meu blog… Quando vier uma lista bem bizarra eu posto pra galera, rs.

    Duas coisas não necessariamente animadoras que descobri: o post mais visitado e comentado em meu blog é aquela simples reprodução da matéria sobre o cérebro masculino ou feminino; e a busca que mais leva novos visitantes ao blog é pelas palavras “contos eróticos” ou, espantosamente, “contos erodicos” (que gênero será esse, hein?). Contos eróticos são o que menos tem no blog, mas quem mandou eu criar essa categoria, não?

    Que bom que o mais procurado no seu é seu nome mesmo!

    O negócio é dar ao leitor o que o leitor quer. Rs!


  7. A pornografia tem poderes incríveis mesmo. Até uns dias atrás, o texto mais visitado do meu blog era um conto sobre música que, por acaso, se chama “Ménage”… Tem até comentário de um casal fazendo propaganda, heheh =P


  8. Oi Cristina, em termos de pesquisa o rafael.galvao.org tem umas bem engraçadas no “as alegrias que o google me da”.Algum desavisado caiu no blog dele com “como descobrir a sexualidade dos periquitos australianos” e a resposta dele foi bem engraçada. Se tiver a fim de rir um pouco…


  9. Mila,

    Não adianta dar caviar, o povo quer é bucho!

    Mas se sexo vende tanto, eis algo interessante pra nós, escritores: let’s talk about sex…


  10. Godoy

    Minha nossa! Que divertimento mais deliciosamente sadomasoquista esse do Rafael Galvão. Obrigada pelo link!


  11. No meu site antigo, na época em que eu mantinha a série do Lucas Moginie no ar, tinha um post sobre hipopótamos. Ele descobria num doc que hipopótamo é o bicho que mais mata humanos e aí resolvia criar um hipopótamo. Simples assim. Não é que todo mês “hipopótamo” bombava nas estatísticas? Os biólogos deviam me odiar. Baci!


  12. Hehe,

    Viva perigosamente, crie um hipopótamo em casa!



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: