h1

2011

dezembro, 31 - 2010

Meu querido todo mundo,

Neste ano algumas pessoas vão nascer, outras vão morrer, algumas encontrarão novos amores, outras romperão laços dolorosos, algumas levarão a cabo os seus projetos, outras terão que superar a frustração de não realizá-los, algumas terão satisfeito os sonhos, e outras deixarão sonhos velhos de lado… O reveillón é uma fábrica de resoluções, que haja força de vontade em todos nós para agarrar os desejos antes que eles se dissolvam no ar. Não é por desejar felicidade, pois felicidade se constrói todos os dias. Não é por desejar sorte. Desejo-lhes simplesmente plenitude: não passem distraídos por cima dos dias, experimentem-nos! O ano novo é uma celebração ao tempo que corre arquitetando ciclos, forjando-nos a ilusão de um perpétuo recomeço.

Que seja, portanto, um doce recomeço para mim e para você!

Um beijo, um abraço, um sopro.

Cris Lasaitis

* * *

Dear everybody;

This year some people will born, others will die, some people will find love, others will break their painful bonds, some people will succeed in their projects, others will need to overcome frustration, some people will achieve their dreams, others will give old plans up… New Year’s Eve is a desire factory, shall we be bold enough to hold our wishes before they vanish in the air. I will not wish happiness, for happiness we build every day. I will not wish luck. I wish you simply plenitude: do not pass absently over the days, enjoy them! The new year is a celebration of time that passes forging cycles, illuding us with a perpetual restart.

Therefore I wish a sweet restart for you and for me!

A kiss, a hug, a blow.

Cris Lasaitis

3 comentários

  1. Plenitude dos dias. Gostei.


  2. Plenitude pra você também. Carpe diem, como diria Horácio:

    “Tu não procures – não é lícito saber – qual sorte a mim qual a ti os deuses tenham dado, Leuconoe, e as cabalas babiloneses não investigues. Quão melhor é viver aquilo que será,sejam muitos os invernos que Júpiter te atribuiu,ou seja o último este, que contra a rocha extenua o Tirreno: sê sábia, filtra o vinho e encurta a esperança, pois a vida é breve. Enquanto falamos, terá fugido ávido o tempo: Colhe o instante, sem confiar no amanhã.


  3. Plenitude para todos nós.
    Adorei a mensagem, Cris. A mais autêntica dentre tantas lidas neste período. Nós e a nossa eterna busca do aprimoramento, sempre deixando para o futuro, “passando em cima dos dias”, como você belamente disse.
    Mas quem entende de tempo, de eternidade, é você… 🙂

    Um beijo!



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: