h1

Simples assim

outubro, 30 - 2011

Deveria ser simples, mas por que para tantos é tão difícil encarar a realidade nua e sem mistérios?

Esta poderia ser uma das inumeráveis reflexões “por que sou eu a ver as coisas de um jeito diferente?”

Não sei se me atrevo a responder (hoje estou com preguiça retórica). Apenas queria dizer que sou do tipo que prefere ficar suspensa no vácuo de uma pergunta a abraçar uma resposta fabricada.

Tenho direito a um mundo desassombrado. Quero minha vida sem anestesia. E no meu funeral, nada de velas. Não tenho medo do escuro, deixe que as luzes se apaguem quando anoitecer.

2 comentários

  1. Cris, você já pensou em fazer poesia? Veja seu último parágrafo, ligeiramente modificado:

    Tenho direito a um mundo desassombrado.
    Quero minha vida sem anestesia.
    E no meu funeral, nada de velas.
    Não tenho medo do escuro,
    deixe que as luzes se apaguem
    quando vier o anoitecer.


  2. Bem vinda ao clube.

    (Com perdão do clichê)



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: